Consultoria
Menu
X

“A crescente complexidade das relações econômicas, que caracteriza as sociedades em franco processo de desenvolvimento, demanda dos administradores formas mais hábeis de conduzir o esforço econômico, em todos os setores e níveis. No plano macroeconômico, por exemplo, desde há muito rejeitaram-se os postulados do laissez-faire, ao mesmo tempo que se ampliou a vigilância sobre a "mão invisível" que, segundo Adam Smith, orienta a economia.” – L. Urwick

Não vamos aqui abrir um debate sobre princípios e teorias econômicas, vamos deixar isso para os teóricos. Essa citação só foi destacada para ressaltarmos a importância do Planejamento dentro de nossas vidas e de nossas organizações, principalmente o Planejamento Econômico. Planejar é planificar ideias e objetivos, é criar ambientes favoráveis, prever e antecipar situações corrigindo possíveis distorções e aumentar o potencial de sucesso em seu caminho.

Na realidade, entendemos a importância do Planejamento Econômico de curto e médio prazo na empresa, embora sua adoção nem sempre seja aplicada pelos gestores, destacamos que é um novo modelo de ferramenta na administração dos processos e atividades de sua organização. O Planejamento Econômico traz como consequência uma visão estratégica mais objetiva e eficiente para que a empresa cumpra suas obrigações econômicas e sociais da melhor maneira possível.